OMS afirma que talvez nunca se descubra uma solução contra o coronavírus


A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu nesta segunda-feira (3) que talvez nunca exista uma "solução" contra o coronavírus, apesar da corrida contra o tempo de laboratórios e países para obter uma vacina.

"Não há solução e talvez nunca exista", afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em uma entrevista coletiva virtual.

Mais de 18 milhões de pessoas foram contaminadas pela doença desde que foi detectada, em dezembro de 2019 na China. No total, o coronavírus já deixou 688.080 em todo o mundo. 

Os países com maior número de óbitos são os Estados Unidos (155 mil), seguidos pelo Brasil (94 mil), México (47 mil), Reino Unido (46 mil) e Índia (40 mil). 

(Com informações de agências internacionais)